top of page

Mudança para o interior de São Paulo promove melhora na qualidade de vida


Passados quase três anos do início da pandemia no Brasil e de tantas mudanças que vieram com ela, estamos de volta à "rotina".


Depois de conhecermos o temido isolamento social, o que será que realmente vai ficar em termos de aprendizado a respeito de nossas casas e a maneira com a qual nos relacionamos com ela?


Mas, se não nos referimos propriamente ao chamado “novo normal”, o que podemos dizer da nova realidade que se instalou no pós-pandemia para muitas famílias e até para diversos ramos profissionais?


Direcionando o tema para reflexão em torno da nossa área de atuação, podemos afirmar que o primeiro ano de pandemia deixou mais claro o movimento em torno da vida que estávamos levando versus a que gostaríamos de levar. Passamos a valorizar mais o tempo em família e desfrutar da vida dentro das nossas casas...



Afinal, qual seria o melhor lugar do mundo, se não a nossa casa?


Em pesquisa realizada em parceria entre as empresas WeWork e HSM, os resultados indicaram que mais de 80% dos profissionais latino-americanos entrevistados – o que incluiu mais de 10 mil executivos entre Brasil, Chile, Colômbia, Peru, México e Argentina – consideram o modelo de trabalho híbrido o mais indicado a partir de agora para o mercado de trabalho do pós-pandemia. Também segundo a mesma pesquisa, a distribuição ideal do trabalho híbrido para a maioria dos entrevistados seria na proporção de 2 dias de trabalho presencial por 3 dias de trabalho remoto.


A pesquisa também indicou que o nível de produtividade dos profissionais entrevistados é superior no trabalho híbrido.


Durante a pandemia, diversos profissionais que tiveram a oportunidade de trabalhar remotamente fugiram das grandes cidades e procuraram locais mais tranquilos e próximos da natureza para fixar residência. Quem conseguiu, logo trocou o apartamento da metrópole pela tranquilidade da casa no interior!


Mas quando tudo parece ter retornado à rotina anterior, o assunto sobre mudança de vida e vantagens e desvantagens de home office desponta novamente. Ao que tudo indica, conforme as possibilidades do trabalho híbrido ou trabalho remoto vão avançando nas organizações pelo mundo, a busca por viver mais em contato com a natureza e por um estilo de vida mais leve e mais próximo da família se mantém uma grande tendência.



Será que valeu (vale) a pena mudar para o interior de São Paulo?


Em muitos casos, a opção pelo home office já foi estabelecida como permanente (ou foi estendida por tempo indeterminado), independentemente da situação de pandemia. Desse modo, muitos funcionários já têm garantido horários mais flexíveis de trabalho e podem facilmente se adaptar para se deslocar para a empresa somente quando necessário ou em dias predeterminados, favorecendo que residam em outros locais e não somente nas cidades onde estabelecidas as sedes das empresas.


Não só as mais modernas empresas já anunciaram a possibilidade de trabalho remoto permanente (como Twitter, Amazon, Google e XP Inc.), como outros ramos bem mais tradicionais, como o do Direito, já se renderam às virtudes do trabalho híbrido: o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (o maior do Brasil), por exemplo, criou norma para o teletrabalho, tanto de servidores como magistrados, enquanto os maiores escritórios de advocacia do país e departamentos jurídicos inteiros estabelecem regras internas para viabilizar o trabalho remoto permanente para seus sócios e advogados.


Diversos outros profissionais liberais também aderiram ao novo formato de trabalho.


Arquitetos, inclusive, além de lidarem com a alta na demanda de trabalho, ainda conseguiram aliar mais flexibilidade e optaram por maior mobilidade diante das facilidades impostas pela nova rotina.


Segundo informações trazidas em levantamento realizado entre 2020 e 2021 pela Archademy (startup brasileira que oferece soluções para arquitetos e designers), os brasileiros têm, de fato, valorizado mais os seus próprios espaços e estão buscando profissionais para a devida readequação: 80% dos arquitetos e designers de interiores entrevistados tiveram aumento no número de projetos desenvolvidos no período.


Justamente em razão das pessoas estarem dando maior valor ao espaço onde residem, o mercado dos profissionais de arquitetura e design de interiores se viu sob forte influência de pedidos por novos projetos, reformas, construção, desenvolvimento de soluções para home office e espaços com flexibilidade de usos para convívio social e lazer – de preferência em contato direto com a natureza.


E não se viram os arquitetos atrelados tão-somente aos desejos dos clientes, mas muitos também fizeram sua opção pelo interior de São Paulo – sem deixar que isto afetasse qualidade ou quantidade de trabalho. Muito pelo contrário!


Um exemplo muito bem sucedido desta mudança de vida é o da Arquiteta Kika Prata, que desde antes da pandemia já fazia atendimentos online, tanto na capital São Paulo quanto no interior (e, inclusive, em outros Estados). Como sempre atuou em projetos de diversos segmentos (como construção, reforma e interiores), para ela o ir e vir já era praticamente um hábito.


Com a pandemia, se viu às voltas com um desejo antigo e que de maneira natural virou rotina – ao se mudar de vez para sua casa de campo no interior de São Paulo – experiência que mais parece uma poesia, por suas próprias palavras:


Nando, Pardal, Cida, Rodrigo, Cristiano, Amelia, Felipe, Ana, Rogério, Carlos, Arlindo, Zelão, Claudia, Marcelo, Camila, Osmar e tantos tantos outros nomes que passaram a fazer parte de meus dias desde que me mudei para o interior. A casa já existia há anos, nosso porto seguro de todas as férias e da maior parte dos fins de semana. Arquiteta que sou, deve parecer óbvio se eu contar a quantidade de intervenções que já fiz por aqui, mas nenhuma delas preparou a casa para a Pandemia, para receber a família toda de uma só vez, da mudança quase que definitiva. Com o tempo, paciência e muito jogo de cintura fui mexendo novamente, transformando a casa rústica e básica de fim de semana num lar com todos os confortos tecnológicos de uma casa paulistana. Criei home office para multi-usuários. Renovei todos os estofados, reformei o telhado. Instalei painéis de células fotovoltaicas e agora geramos nossa própria energia. Reciclo nosso lixo. Estou refazendo o jardim e a horta e muito em breve teremos legumes e vegetais orgânicos. Nosso pomar continua produzindo. Ar puro, silêncio e muitos passarinhos não nos falta. Nesta época do ano em especial, as caminhadas em meio a vegetação abundante ganham de presente o colorido único do Outono. Vou a São Paulo 2 dias na semana e administro todo o restante daqui, do campo. O ritmo mudou, para melhor, não resta dúvida. Um privilégio, um presente da vida, agora com muito mais qualidade.

É ou não é praticamente um retrato de dias mais coloridos?


Nas palavras da Arquiteta Kika Prata, é possível identificar o quão mais simples se tornou a vida... e como faz bem!


Kika não deixou de trabalhar, não deixou de atender aos clientes e nem sequer deixou a vida de lado. Aliás, muito pelo contrário!


Aqui estamos falando de qualidade de vida, liberdade, flexibilidade de horários, conforto, infraestrutura, acessibilidade e natureza! Muito mais contato com a natureza!


Pois não só a adoção do home office veio para ficar, mas o pós-pandemia escancarou transformações que estão reconfigurando as tendências para o futuro das moradias.


Durante a quarentena, a necessidade de termos ao nosso alcance diário áreas verdes e mais espaçosas ficou evidente, fazendo com que a procura por casas tivesse um crescimento elevado com relação aos apartamentos.


No topo da lista dos requisitos mais pedidos pelos nossos clientes, estão:

  • Área verde

  • Segurança

  • Mais espaço

  • Terrenos grandes

  • Arquitetura moderna

  • Mata privativa

  • Quintal

  • Jardim

  • Área de lazer

  • Qualidade de vida para as crianças

  • Espaço pet

  • Casa térrea

  • Condomínio fechado

  • Internet de alta velocidade

  • Pé direito alto

  • Janelas amplas

  • Área gourmet

  • Tranquilidade

  • Longe de barulho


E para você? O que é essencial?


Talvez seja o tão esperado momento de repensar a vida e traçar novos rumos!


Nós estamos aqui para te auxiliar em todo o processo – desde a escolha da cidade, até quais as vantagens ou desvantagens deste ou daquele condomínio, qual a melhor escola para os seus filhos, inclusive com opções e sugestões de colaboradores e profissionais parceiros, e muito mais!


Para te inspirar, como não poderia deixar de ser, trouxemos um pouquinho do novo estilo de vida da Arquiteta Kika Prata, para te fazer vontade!


Vem com a gente!



Fotos: Kika Prata Arquitetura


Quer mudar o seu estilo de vida e comprar a sua casa no interior de São Paulo? Fale com a gente!


Nos encarregamos da pesquisa personalizada pela sua casa, atuando no mercado imobiliário de alto padrão por todo interior do Estado de São Paulo com um serviço altamente especializado e realizado conforme demanda.



Comments


bottom of page